conecte-se conosco

Olá, o que você está procurando?

Geral

Medo de voar não precisa atrapalhar as férias: EMDR ajuda a superar aviofobia a curto prazo

Abordagem terapêutica reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no reprocessamento de traumas e lembranças no cérebro atua de forma eficaz em medos e fobias

Junho 2023 – O avião é considerado o meio de transporte mais seguro do mundo (Conselho Nacional de Segurança EUA), mas quatro em cada dez brasileiros ainda têm medo de voar (Ibope). Chamada aviofobia, a fobia de voar gera emoções como ansiedade, estresse, taquicardia, crises de pânico e até possíveis desmaios.

A abordagem do EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing – Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares), reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como tratamento eficaz de traumas e criada há mais de 30 anos nos EUA para veteranos de guerra, atua nas fobias em curto espaço de tempo.

A aviofobia pode estar relacionada a um trauma específico, ao medo de estar nas alturas, ao medo de morrer, ou até mesmo pelo indivíduo ter sofrido um trauma vicariante (desenvolvido a partir de relatos de outras pessoas ou por ter vivenciado a situação de perto), entre outros motivos.

Independente da razão, o tratamento EMDR é indicado para todas as idades e realizado em oito fases que devem ser seguidas à risca para que a pessoa tenha acesso a todos os pilares da memória necessários para reprocessar os traumas e medos, como imagens, crenças negativas e até mesmo, as sensações corporais.
A abordagem EMDR se utiliza de estímulos visuais, auditivos e/ou táteis durante todas as fases da terapia. Estes estímulos promovem um reprocessamento das memórias traumáticas, uma modificação dos sentimentos negativos e transforma a forma como sensações corporais aparecem para o paciente, instigando a rede onde está presa a lembrança ou o medo. “O paciente é incentivado a expor seus medos ou sensação traumática, e assim, através dos movimentos dos olhos, o cérebro recebe a ajuda necessária para processar o fato e o arquiva de uma forma funcional.” diz Ana Lúcia Castello, psicóloga e presidente da Associação Brasileira de EMDR. “As informações perturbadoras são desatadas através de um caminho adaptativo até que pensamentos, sentimentos, medos, traumas, imagens e emoções tenham desaparecido e espontaneamente substituídos por uma atitude positiva”, completa.

No Brasil, hoje são milhares de profissionais capacitados por treinamentos homologados. Somente podem se capacitar profissionais da saúde como psicólogos ou médicos. A terapia EMDR é utilizada para todo tipo de fobia e trauma, incluindo situações delicadas pós-traumáticas.

Sobre a Associação Brasileira de EMDR

Fundada em 2008, a Associação Brasileira de EMDR é composta por psicólogos e médicos com formação em EMDR e tem seus treinadores e facilitadores de treinamentos reconhecidos pelo EMDR Institute (EUA). As Empresas vinculadas à Associação, EMDR Treinamento e Consultoria, dirigida pela ProfªDraEsly Carvalho e a Empresa Espaço da Mente, dirigida pelo Prof. Dr. André Monteiro, promovem cursos homologados em todo o país para formação de psicólogos na técnica e a Associação Brasileira de EMDR tem procurado difundir o EMDR em todo o Brasil.

Talvez você possa gostar

Destaque

Quem nunca sonhou em ter um corpo bonito ou, pelo menos, proporcional? A Dra. Tshaca Mahatma, de Volta Redonda, no Sul Fluminense, deu uma...

Entretenimento

Já é praxe que os famosos e anônimos usem a hashtag #TBT às quintas-feiras para postar seu conteúdo nas redes sociais. Foi o que...

Geral

A cantora e atriz Linn da Quebrada passou por uma cirurgia estética no rosto, no último domingo (31/7). A ex-BBB surpreendeu os seguidores no Instagram...

Música

Conhecida como AHLMA, DJ brasileira se apresentou nos dois domingos do festival em uma área vip do palco Super Bock Digital Stage  O Rock...